Sunday, March 25, 2007

a última morada















"...perdido numa viagem de moto táxi por zonas não descritas nos guias turísticos, parei numa encosta, e deparei-me com um enorme cemitério, onde o comum dos peruanos repousa para a eternidade. Não resisti e… entrei. Aturdido pelo impacto da visão apocalíptica e acolhedora, falei com os presentes: o guarda do cemitério, que se mostrou preocupado com a minha segurança, por ali estar de câmara em punho, mas contente por saber que aquelas fotos poderiam correr mundo; uma família que estava a velar um corpo, chamaram-me para beber um sumo e partilhar com eles aqueles momentos de dor, pela perda do ente querido, mas não de sofrimento, pois achavam que iria para um lugar melhor que a nossa terra. Não acredito em lugares melhores ou piores, mas compartilho com eles um sentimento… esse lugar será de certeza menos injusto."

Trujillo - Perú

6 comments:

Anonymous said...

"Há quem passe pelo bosque e apenas veja lenha para a fogueira."
(Léon Tolstoi)
Ainda bem que há quem veja muito mais...
Rita

Robinson said...

ZE!

nao tens escala nas fotografias. asim nao consigo deparar na magnitude
...do meu corto olhar
la esta uma fronteira que nao se pode ver

só a consegues aperceber

como as tuas fotografias

ohcaptain said...

gostei das fotos
fabuloso o comentário, complementa perfeitamente o que as fotos nos transmitem
n resisto a salientar a 1a e a antepenultima, que estao soberbas!!!, com belissimas composicões.
parabéns

Whisper said...

Faço minhas as palavras da Rita!

Parabéns!

Anonymous said...

Gostei das fotos e ainda lembro as que o Zé tirou em Serralves -muita creatividade. Já adicionei o blog aos Favoritos e irei voltar. Parabens e obrigada
Maria Cândida

jojo said...

gosto muito das tuas fotos todas. :D